Escapamento

O escapamento é um dos itens fundamentais no momento de fazer a manutenção preventiva do veículo. Composto por coletor/tubo de motor, catalisador, tubos flexíveis (malhas de aço), silenciosos intermediário e traseiro, coxins de borracha e suportes para fixação, tem como função direcionar os gases para a parte traseira do veículo, atenuar o nível de ruído emitido pela combustão realizada no motor e transformar os gases nocivos emitidos em gases inertes.

Se existe um item na manutenção do automóvel que a maior parte dos motoristas não dá a mínima atenção, o escapamento é, sem dúvida alguma, o sistema que mais passa despercebido. Ou melhor, só é lembrado quando começa a incomodar, com batidas inconvenientes na parte debaixo do carro ou, então, quando está caindo aos pedaços e fica com aquele barulhão infernal.

O escapamento do carro tem como função principal a eliminação de gases, que são gerados após a queima nos cilindros. Ou seja, a finalidade básica é essa, conduzir os gases resultantes, devidamente filtrados para amenizar a poluição. Mas esse equipamento também tem a tarefa de proporcionar conforto, ao deixar o barulho do motor no nível de ruído determinado pela legislação vigente. Além, é claro, de evitar que os gases tóxicos invadam o interior do automóvel.

O sistema de escapamento deve ser examinado a cada três meses ou 20 mil quilômetros. Nessas inspeções, os fixadores e abraçadeiras são os principais componentes a serem avaliados. No caso de uso em estradas esburacadas, trechos irregulares ou mesmo se o carro sofreu algum impacto na parte inferior, esses itens devem ser verificados. Lembre-se também de lavar a parte de baixo do veículo de tempos em tempos. Na lavagem é importante utilizar somente água e sabão neutro, para não ressecar as borrachas de sustentação.

Um fator que contribui para o rápido desgaste do escapamento é a má qualidade do combustível, principalmente a adulteração. A peça que mais sofre é o catalisador, que tem sua vida útil reduzida drasticamente. Para se ter uma ideia da involução dos combustíveis, 30 anos atrás o sistema de escapamento de um automóvel durava de 4 a 5 anos, quando a gasolina era mais pura e com menor concentração de álcool. Nos modelos atuais, chega a no máximo 3 anos. Em parte, isso só em função da qualidade do combustível.

Nossos Técnicos de Serviços estão capacitados para fazer a limpeza do escapamento para que funcione  corretamente. Entre em contato conosco!

Entre em Contato