Financiamento de veículo: pague menos seguindo 3 dicas! | Betos Car

Conseguir comprar um carro novo é sempre uma conquista! Conheça formas práticas de negociar um financiamento de veículo para pagar menos e ficar mais perto desse sonho. Destacamos 3 pontos que são importantes para não acabar pagando um valor maior que o esperado. Se liga na #DicaBetosCar de hoje!

1. Escolha a modalidade de financiamento de veículo que melhor se encaixa às suas condições financeiras.

Nem todo financiamento é igual. Na verdade, nem toda modalidade de crédito para a compra de veículo é um financiamento. Há diferentes formas e você deve escolher de acordo com seus planos e suas finanças.

financiamento no banco é um modelo tradicional de empréstimo, em que o motorista recebe do banco o valor para a garantir a compra do veículo à vista. É preciso negociar para buscar taxas de juros mais baixas. De forma semelhante, é possível buscar o financiamento na concessionária, uma escolha bastante popular. Geralmente, nesta opção é possível alcançar taxas de juros menores. Mas sempre vale comparar.

Já o consórcio é uma boa escolha para quem não tem pressa na compra do veículo. Esta modalidade não tem juros (é paga somente uma taxa de administração). É melhor para quem tem a troca do carro dentro de um planejamento financeiro mais consolidado, podendo aguardar ser sorteado pelo consórcio ou oferecer um bom valor como lance. O leasing é recomendado para quem tem um bom valor para a entrada e está com as contas em dia. Um ponto positivo nesta modalidade é não pagar IOF (Imposto sobre Operações Financeiras), que incide sobre as demais formas, além disso, tem taxas mais convidativas.

2. Poupe um bom valor para a entrada

Antes de buscar o financiamento de veículo, o ideal é começar bem antes a se preparar para a compra do carro, poupando um valor que será utilizado posteriormente para a entrada (ou lance no consórcio). Ter uma boa quantia para a entrada é a melhor forma de ter poder de barganha para negociar. Ter já disponível cerca de 25% a 30% do valor final do veículo permite conseguir um bom negócio nos modelos de consórcio, concessionária e leasing.

3. Lembre-se dos custos do próprio veículo

Não coloque no seu planejamento financeiro apenas o valor das parcelas do financiamento. Lembre-se que um carro traz junto custos como combustível, IPVA, licenciamento, seguro, manutenção, possíveis multas... O valor da parcela deve permitir espaço para estes custos dentro do seu orçamento mensal. Tenha isso em mente na hora de fechar o financiamento.